Entrópio em Cães: Sintomas, Tratamento e Prevenção

O entrópio é uma doença genética na qual uma porção da pálpebra, normalmente a inferior, fica invertido ou dobrado para dentro do olho. Isto faz com que a pestana ou os cílios irritem e arranhem a superfície do olho, causando úlceras da córnea ou perfuração do globo ocular. Ele também pode causar cicatrizes de cor escura sobre a ferida, que é a ceratite pigmentar . Estes fatores podem provocar uma diminuição ou até mesmo a perda da visão. Esta é uma doença bastante comum em cães e é visto em uma grande variedade de raças de cachorro. O entrópio é quase sempre diagnosticada na época um cachorro atinge o seu primeiro aniversário.

entrópio em cães Entrópio em Cães: Sintomas, Tratamento e Prevenção

SINTOMAS E TIPOS DE ENTRÓPIO EM CÃES

Fique atento, nos cães pequenos e nas raças de cães braquicéfalos, que são cães que tem a cabeça e focinhos curtos ou achatados, caso estejam lacrimejando em excesso e/ou estão com inflamação interna do olho, a ceratite, são sinais comuns de entrópio. No entanto, em raças grandes, é mais comum ver muco ou pus do canto externo dos olhos. Em outras raças de cães, tiques oculares, secreção de pus, inflamação ocular ou até mesmo a ruptura da córnea são os sinais usuais da doença.

CAUSAS DE ENTRÓPIO EM CÃES

A forma do rosto é a causa genética primário do entrópio em cães. O nariz curto das raças braquicefálicas, como do Pug ou do Boxer, faz com que exista mais tensão nos ligamentos do interior do olho, do que é normalmente visto nas raças com focinho longo. Isto, juntamente com a estrutura do nariz e da face pode levar as pálpebras, tanto superior quanto inferior, rolarem para dentro, em direção ao globo ocular. Raças grande costumam ter o problema oposto, pois eles tendem a ter excesso de folga nos ligamentos em torno dos cantos externos dos olhos.

Ataques repetidos de infecções no olho, como conjuntivites, pode causar entrópio espástico, o que pode levar o cão a ter o entrópio funcional. A doença também pode ser causada por outros tipos de substâncias irritantes do olho, o que geralmente é a causa em raças que normalmente não apresentam esta síndrome. Finalmente, inflamação dos músculos da mandíbula ou perda excessiva de peso pode levar à perda de gordura e músculo em torno da órbita do olho, que pode ser outra razão para a ocorrência do entrópio em cães.

tratamento entrópio em cães Entrópio em Cães: Sintomas, Tratamento e Prevenção

DIAGNÓSTICO DE ENTRÓPIO EM CÃES

Diagnosticar o entrópio em cães é bastante simples através de exame. Quaisquer possíveis causas devem ser tratados antes de se tentar a correção cirúrgica. Criadores devem prestar muita atenção nos filhotes, especialmente das raças que são propensas para a doença, fazendo o exame se suas pálpebras não abrirem após eles fazerem 4 ou 5 semanas de idade.

TRATAMENTO E CUIDADOS COM UM CÃO COM ENTRÓPIO

Em cães jovens os problemas secundários são tratados em primeiro lugar. Úlceras na córnea podem ser tratadas com antibióticos ou pomadas antibióticas. Se os sintomas forem leves e as córneas não estiverem com úlceras, você pode usar produtos específicos para lubrificar os olhos, no entanto a cirurgia muitas vezes será necessária. Ela é feita virando temporariamente a pálpebra, ou seja, tirando de dentro do olho e colocando na posição normal, em seguida faz-se a sutura. Esta cirurgia é feita em casos moderados, e quando um cão adulto, sem histórico de já ter tido a doença, aparece apresentando os sinais do entrópio. Em casos graves, será necessário que se faça a reconstrução facial, mas isso é geralmente evitado até que o cão tenha atingido o tamanho adulto.

cirurgia entrópio em cães Entrópio em Cães: Sintomas, Tratamento e Prevenção

VIVENDO E CUIDADO DE UM CÃO COM ENTRÓPIO

O entrópio requer acompanhamento e cuidados rotineiros, fornecendo ao cão todos os medicamentos prescritos pelo seu médico veterinário. Isto pode incluir antibióticos para tratar ou prevenir infecções, colírios para os olhos ou pomadas. No caso de soluções temporárias que não sejam cirúrgicas, pode haver a necessidade de repetir o processo até que o problema tenha sido resolvido, ou até que o cão tenha idade suficiente para fazer um tratamento mais permanente. Se o seu cão está sofrendo ou fica arranhando o olho afetado, você pode querer usar um colar Elizabetano para impedir que ele coce o olho e deixe-o ainda pior.

colar Elizabetano entrópio em cães Entrópio em Cães: Sintomas, Tratamento e Prevenção

PREVENÇÃO DO ENTRÓPIO EM CÃES

O entrópio é geralmente causado por uma predisposição genética, que realmente não pode ser evitada. Se o seu cão é de uma raça conhecido por ser afetada com entrópio, o tratamento imediato é a sua melhor opção, uma vez que a doença for diagnosticada.

share small Entrópio em Cães: Sintomas, Tratamento e Prevenção